Os bancos não se impressionam com as suas projecções

Os bancos não se impressionam com as suas projecções Caro Leitor,

Os bancos não se impressionam com as suas projecções

Quantas não foram a vezes que ao solicitar por um crédito tentou impressionar o banco com suas projecções de fluxo de caixa “acima da média”? É natural e no fundo todos temos essa tendência, podemos não valer MZN 100 Mio hoje. Mas com certeza valeremos MZN 200 Mio em três anos. No entanto, para seu conhecimento, o banco não é impressionado com suas projecções que permitem pagar o crédito Será então em menos de seis meses quando o período inicial é de trinta e seis. Engraçado, que muitos empreendedores tem essa tendência, solicitam o crédito para um período X. Mas tendem a convencer ao banco que farão o cancelamento em período Y (menor que o período X).  

A EKITALCI preparou uma lista de 5 (cinco) aspectos que farão o seu banco não resistir ao seu pedido de crédito e ai vai:

  1. Fluxo de Caixa: Um dos aspectos mais interessantes que pode mostrar ao banco é a existência de um forte e bem documentado fluxo de caixa e que será suficientemente adequado para pagar as prestações de capital. Mais juros “Dissemos forte e bem documentado, então, vendeu MZN 20 Mio? Prove com evidências e não com palavras”. É necessário mais do que fluxos de caixa futuros, a concessão do crédito será muito mais determinado pela folha de balanço e demonstrações de resultados dos últimos três anos. Do que pelas projecções bombásticas para os próximos meses.

  1. Colaterais: Se estiver a iniciar um negócio ou a lidar com um banco que não lhe conheça, é muito improvável que consiga um crédito sem garantia Será então  (diríamos assim ”Se mesmo para os que têm garantia tem sido difícil obter crédito, imagina para os que não têm”). Colaterais são usados como segunda opção de pagamento, caso a primeira e proveniente do seu fluxo de caixa não consiga pagar. Opções de garantia são, máquinas, equipamentos, inventário e a mais comum, imóveis. Atenção que com relação a estas opções o banco só aceitará a garantia se tiver certeza que existe um mercado secundário para a venda dessa mesma garantia.

  1. Co-signatários (Avalistas): Providenciam protecção adicional para os bancos. Quando a sua capacidade de endividamento e/ou pagamento é débil, um avalista, (que essencialmente lhe concede sua credibilidade) poderá fazer muita diferença.
 
  1. Gestão: Com certeza que a sua capacidade de gestão faz toda diferença na avaliação do banco em lhe conceder o crédito. Se consegue mostrar seu sucesso na gestão de um ou mais empresas. Isto é, seu histórico de gestão, certamente terá maior probabilidade de receber o crédito.
 
  1. Plano de Negócio: O quinto e não menos importante é com certeza um bom plano de negócio. O plano de negócio mostra para o banco que antes de solicitar o empréstimo fez o seu trabalho de casa. Analisou as oportunidades e riscos que esse negócio traz, primeiro para si e depois para qualquer outro investidor.
Um bom plano de negócio mostra que a gestão do seu negócio não é algo arbitrário.E que todos os passos são e foram sempre previamente analisados. Nele está a projecção de como e quando irá precisar de um financiamento, mostrando o tempo necessário para obter um e que este esteja pronto antes de efectivamente precisar dele. Será então simples e muitas vezes mais barato em termos de taxas de juro do que quando estiver em necessidade urgente. Onde para o banco será um solicitante menos atrativo e com campo de negociação limitado.  

Este post tem um comentário

  1. Prince

    Conteúdo de extrema importância para empresários.

Deixe uma resposta